Nosso Lar [filme]

Acabei de assistir Nosso Lar, filme que eu já havia feito um post aqui.

Confesso que o assunto é do meu mais profundo interesse, mas me decepcionei com o que vi. Assim como muitas igrejas evangélicas que pregam que, somente quem segue determinada religião será ‘poupado por Deus’ em um eventual arrebatamento, fadando todas as outras religiões e crenças a um trágico fim, fica claro a tendência de enaltecer a crença espírita neste filme. Não gosto e não acredito muito em um Deus seletivo. Se de um lado temos católicos que se julgam donos da verdade, do outro, evangélicos acreditam em arrebatamento seletivo e espíritas que acreditam em um mundo, pós vida terrena, que parece de exclusividade espírita, alguém está errado.

O filme em si é muito ruim, muita preocupação em efeitos especiais e pouca preocupação em contar uma boa história. Parece que o filme pulou partes importantes. Em resumo, o ‘céu’ que projetamos em nossas mentes, sem obrigações, sem trabalho, sem cobranças, sem hierarquias, sem punições, parece estar longe do que prega o espiritismo.

Talvez você esteja se perguntando: Onde o filme é tendencioso?

Em determinado momento, o filme mostra a eterna ligação que temos com os entes queridos e menciona como única forma de comunicação direta, o uso de médiuns (existentes na doutrina espírita). Também não entendi uma cena, onde a empregada, negra, gorda e idosa, no maior estilo ‘Mãe de Santo’, consegue ver o espírito do personagem principal, enquanto toda a família não.

A lógica do filme também não faz sentido, faz a existência na terra parecer algo penoso e insignificante, como se morrer fosse melhor. Além da velha história de pessoas que não mereceram entrar diretamente no céu, que portanto não foram tão corretas em vida, acabarem sendo as que mais recebem atenção. Deveria ser o contrário, no mínimo.

Os atores são muito ruins, parecem vendedores de livro. Falam de maneira muito articulada, impostada, ficou muito artificial.

Chico Xavier dizia que as pessoas se aproximam do espiritismo pela dor ou pelo amor. A maneira aparentemente simples, mas acima de tudo, confortante diante da morte, é certamente o que atrai as pessoas para o espiritismo. Dizer que nada acabou, que tudo continua, que você verá todas as pessoas que já se foram, que ficarão juntos na eternidade é sem dúvida muito confortante para alguém que não aceita a morte de um ente querido.

Sinceramente não me convenceu. Essa visão ultra moderna das cidades, repletas de formas de organizações sociais, setores e mais setores de desenvolvimento humano, não são exatamente a idéia que eu teria do céu. Foge tanto da idéia de simplicidade que Jesus Cristo sempre pregou. O ator principal, Renato Prieto está muito mal. Não dá para se envolver com o personagem, achar que realmente ele sofreu grandes mudanças de vida. Seus conflitos parecem superficiais demais.

O filme é inspirado, segundo os livros de Chico Xavier, em um personagem verdadeiro, uma pessoa desencarnada, que enviou seus escritos através da psicografia de Chico Xavier. Acredito que ele tinha intenções nobres, mas infelizmente, não é de um só homem, que se faz uma nação. Todas as religiões, comandadas por pobres mortais, estão sujeitas a manipulações. Acho sinceramente que o filme depõe contra quem não sabe nada de espiritismo.

Como sempre, minha fé segue inabalada, indiferente aos discursos de todas as religiões.

Chico Xavier – Em busca do entendimento…

Ontem assisti ‘Chico Xavier‘, o dvd que estava gravado aqui, desde os primeiros dias que chegou nas locadoras, porém relutei para assisti-lo. Aprendi com o passar do tempo e muitos filmes revistos, que precisamos saber escolher não só o filme, mas quando iremos assisti-lo. Muitas vezes, um filme toca você de uma forma muito particular, dependendo do momento que você esteja vivendo.

De alguma forma o filme traz alguma situação parecida com algum acontecimento da sua vida e você cria uma relação muito maior do que qualquer outra pessoa. Assim é com a música para mim. Eu não tenho um estilo musical preferido, claro que o rock sempre foi presente na minha vida, mas hoje tenho interesse por tudo. No momento, por exemplo, ouço ‘Trouble at Home’ da trilha sonora de ‘A Procura da Felicidade’.

Voltando ao filme Chico Xavier, em muitos momentos do filme, ele diz que sua busca na vida, é pelo entendimento. Entender o significado da sua vida, sua missão, o motivo pelo qual ele teria a capacidade de ver e ouvir o que poucas pessoas conseguiam. Essa busca também foi uma constante para mim. Desde criança quis entender o motivo das coisas. Por que pessoas boas são infelizes? Porque pessoas boas precisam sofrer? Porque o mal tantas vezes prevalece diante do bem? De que lado realmente estamos? Para nós, o mal é sempre o lado oposto, não é mesmo? Hoje, especialmente esse momento é iminente em minha vida.

Diante de muitas dificuldades, pouco ainda me resta de esperança e entendimento diante da completa incapacidade de criar uma saída ou de enxerga-la de alguma forma. Num frágil resto de esperança se agarram todas as minhas expectativas, tentando entender todos esses sentimentos confusos. Só a fé pode me tirar do lugar onde hoje me encontro. O grande desafio da vida certamente está em saber ser forte justamente nos momentos de maior fraqueza.

Bom talvez não faça sentido para você, ler essas frases carregadas de incertezas quando eu deveria falar de um filme, mas foi tudo isso que este filme me fez pensar, no entendimento, na busca pelo que desconhecemos. As razões ou a completa falta delas. Quem sabe as respostas?

Chico Xavier é uma bela história verdadeira que transcende a fé. Aconteceu, não é apenas uma questão de acreditar ou não, mas aceitar que as coisas não podem ser tão simples como pode parecer. Assista o filme independente de suas crenças, é uma parte da história do nosso país. Ignora-la é obviamente um ato de completa ignorância.

Pentagrama no filme ‘Nosso Lar’

Atualizando:

Esclarecendo: Quando vi a imagem do poster do filme ‘Nosso Lar’ resolvi fazer uma matéria sobre simbolismos. Acabei me confundindo e escrevendo toda a matéria sobre pentagramas ao invés de um hexagrama. Como a imagem está em perspectiva, você olha e acaba se confundindo. Como achei o conteúdo interessante, preferi deixar e publicar um novo artigo, então sobre hexagrama, que no fim você verá que tem ambiguidades semelhantes nas questões de interpretação.

Matéria sobre Hexagrama

Uma imagem que me chamou a atenção recentemente, são as ruas da cidade ‘Nosso Lar’ retratada no filme homônimo. As ruas principais mostram um pentagrama, tantas vezes associado a bruxaria ou satanismo. O que estaria por trás desta simbologia? Não vamos cometer o mesmo erro que foi tomado com o ex-BBB Dourado que foi chamado de Nazista por ter tattooado algumas suásticas, que ele mesmo defendia ser um símbolo religioso de países onde ele morou, o que é totalmente verídico.

Um pentagrama é uma estrela composta por cinco retas e que possui cinco pontas. Na língua portuguesa, pentagrama significa uma palavra com cinco letras. Também é, em música, as cinco linhas paralelas que compõem a partitura. Ao pentagrama são atribuídos vários significados esotéricos.

Pentagrama numa Sinagoga

Originalmente símbolo da deusa romana Vênus foi associado a diversas divindades e cultuado por diversos povos. O símbolo é encontrado na natureza, como a forma que o planeta Vênus faz durante a aparente retroação de sua órbita. Trata-se de um dos símbolos pagãos mais utilizados na magia cerimonial pois representa os quatro elementos (água, terra, fogo e ar) coordenados pelo espírito, sendo considerado um talismã muito eficiente.

O pentagrama é conhecido também como o símbolo do infinito, já que é possível fazer outro pentagrama menor dentro do pentágono regular do pentagrama maior , e assim sucessivamente.

Possui simbologia múltipla, sempre fundamentada no número cinco, que expressa a união dos desiguais. Representa uma união fecunda, o casamento, a realização, unindo o masculino,o 3, e o feminino, o 2, simbolizando ainda, dessa forma, o andrógino.

Escola Francesa de Cabala

O pentagrama é um símbolo muito utilizado pelos eruditos da Escola Francesa de Cabala. Autores como Eliphas Levi e Papus o estudaram a fundo e o estabeleceram como um símbolo de proteção, Vontade e Bem.

Pentagrama na Matemática

O pentagrama é composto de um pentágono regular e cinco triângulos isósceles côngruos, tal que a razão entre o lado do triângulo e sua base (lado do pentágono) é o número de ouro. O pentagrama também foi usado como emblema da escola pitagórica.

Pentagrama na Astronomia

Baseados na antiga astronomia ptolomaica, que tentava manter a órbita dos outros planetas ao redor da Terra, astrônomos do passado especulavam órbitas excêntricas para os planetas e isso fez com que, aparentemente, a órbita de Venus desenhasse um pentagrama no espaço.

Pentagrama na Religião

Para os pagãos, cada ponta do pentagrama representa um dos Cinco Elementos da Natureza: Ar, Fogo, Água, Terra, e um espírito que a todos coordena.

Cinco Elementos da Natureza e o Pentagrama

Atualmente, muitos usam um Pentagrama no pescoço, como símbolo de orgulho da sua religião e representando a sua fé, ou ainda como um amuleto de proteção. É importante notar que isso não é nenhuma obrigação para qualquer religião. Além do seu significado primordial, dos cinco elementos, o pentagrama também representa o corpo humano (os 4 membros e a cabeça). Para alguns o pentagrama passa ainda a ser conhecido como “estrela do microcosmo” (pequeno universo), que simboliza o mago dominando o espírito sobre a matéria, inteligência sobre instintos, mente sobre o corpo.

Nos rituais da religião Wicca, além de ser um dos símbolos da deusa, o pentagrama às vezes é usado como símbolo da terra, outras vezes para consagrar os instrumentos ritualísticos, objetos e amuletos. O pentagrama pode ser feito de qualquer material (metal, madeira, argila, vidro, etc) e até desenhado em pedaços de pano ou mesmo no chão.

Pentagrama Invertido

Muitas pessoas que se intitulam satanistas usam o Pentagrama Invertido (com duas pontas para cima), afirmando significar o Triunfo da Matéria sobre o Espírito. Ainda que, originalmente, o Pentagrama com duas pontas para cima já aparecia, no paganismo pré-cristão, como um dos símbolos da Grande Mãe (pela semelhança com um canal vaginal, um útero e duas trompas). Assim sendo, o pentagrama invertido possui significados diferentes.

Nosso Lar

Hoje vendo o Jornal do Almoço que passa na RBS/TV afiliada da Rede Globo, em Santa Catarina, falaram um pouco sobre este filme. ‘Nosso Lar’ é baseado em uma obra psicografada do mais famoso medium brasileiro, ‘Chico Xavier’. O espiritismo certamente nunca esteve tão em evidência no Brasil como agora, apesar de ser um assunto abordado há muitos anos, como na novela ‘A Viagem’.

Recentemente tivemos o filme ‘Chico Xavier’, temos a novela ‘Escrito nas Estrelas’ e a minisérie ‘A cura’.

‘Nosso Lar’ arrecadou nas bilheterias nacionais, mais de R$ 6 milhões em apenas uma semana de exibição. O sucesso prova o poder que o assunto tomou.

Certamente o espiritismo possui uma grande simpatia entre as pessoas que perdem alguém e que não se conformam diante do único fato imutável da vida, um dia, todos partiremos daqui. O espiritismo é certamente a religião que trata da morte, da maneira mais clara, simples e objetiva. Não apenas com a promessa da existência divina, mas dando respostas para perguntas que para muitos são totalmente dúvidas.

‘Nosso Lar‘ é uma obra escrita pelo espírito ‘André Luiz’ e como já disse, psicografada por Chico Xavier. Foi o livro mais vendido do medium e serviu de inspiração para esta obra, dirigida e roteirizada por Wagner de Assis. Gravado durante julho, agosto e setembro de 2009, narra a experiência de pós-vida de André Luiz, um médico que relata os acontecimentos que seguem após sua morte e tudo que ele encontra do outro lado, todas essas experiências vão mudando sua maneira de enxergar a sua própria existência.

A cidade com ar futurista que você vê no poster do filme, foi baseada em desenhos psicografados pela medium Heigorina Cunha, observados em supostas experiências de saída do corpo, chamadas de desdobramentos, em março de 1979, com auxílio do espírito Lucius e reconhecida posteriormente por Chico Xavier como sendo a cidade ‘Nosso Lar’.

Ficha Técnica

Direção: Wagner de Assis
Produção: Iafa Britz
Produção Executiva: Luiz Augusto de Queiroz, Elizabeth Marinho Dias
Roteiro: Wagner de Assis
Género: Drama
Idioma Original: Português
Música: Philip Glass
Direção de Arte: Lia Renha
Figurino: Luciana Buarque
Cinematografia: Ueli Steiger
Edição: Marcelo Moraes
Distribuição: 20th Century Fox
Lançamento: 3 de Setembro de 2010
Orçamento: R$20 Milhões

Elenco

Renato Prieto
Fernando Alves Pinto
Rosanne Mulholland
Inês Vianna
Rodrigo dos Santos

Trailer