Tudo é Longe – Duca Leindecker

Depois de comprar o álbum da Clarice Falcão, resolvi pesquisar na iTunes se tinha disponível o álbum solo do Duca Leindecker, que até hoje não tinha tido a oportunidade de ouvir por completo. Incrível, incrível, incrível. Tenho muita satisfação de ter conhecido o Duca, me tornado um amigo, ainda que distante e saber que se trata de um cara do bem. É bom ser fã de alguém assim. A música mais interessante do álbum é certamente ‘Tudo é Longe’. Ótima canção, ótima letra, ótimas metáforas.

Tudo é Longe

Duca Leindecker

Culpar alguém longe
Pra se aliviar
Do que perto
É difícil suportar
É difícil de encarar

Calçar os sapatos
De alguem que se foi
Esperar que tudo fique pra depois

Pra poder se aliviar
De perto
Tudo é longe
Quero descançar das pessoas
Do relógio despertar
Da torcida pra acertar

Sair a procurar alguém que possa te agradar
Tudo é longe
Deixar um pouco de você em cada lugar
Tudo é longe

Culpar alguém longe
Pra se aliviar
Do que perto
É dificil suportar
É difícil de encarar

De perto
Tudo é longe
Quero descansar das pessoas
Do relógio despertar
Da torcida pra acertar

Não Consigo Odiar Ninguém – Engenheiros do Hawaii

Uma canção que passou despercebida…
Para lembrar da minha vida que passou desapercebida…

Não quero seduzir teu coração turista
Não quero te vender o meu ponto de vista
Eu tive um sonho e há muito não sonhava
Lembranças do futuro que a gente imaginava
Nem sempre foi assim, outro mundo é possível
Pode até ser o fim, mas será que é inevitável?

O tempo parou, feito fotografia
Amarelou tudo que não se movia
O tempo passou, claro que passaria
Como passam as vontades que voltam no outro dia

Eu tive um sonho, o mesmo do outro dia
Lembranças do futuro que a gente merecia
Não vá dizer que eu estou ficando louco
Só porque não consigo odiar ninguém

A mil beijos de distância

Leonard Cohen nasceu em Montreal, na província de Quebec, no Canadá. Sua família judia tinha origem na Polônia. Sua infância foi marcada pela morte de seu pai quando Cohen tinha apenas 9 anos, o que seria determinante para o desenvolvimento de uma depressão que o acompanharia durante boa parte da vida. Embora seja mais conhecido por suas canções, que alcançaram notoriedade tanto em sua voz quanto na de outros intérpretes, Cohen passou a se dedicar à música apenas depois dos 30 anos, já como consagrado autor de romances e livros de poesia. Se você nunca ouviu uma canção do Cohen ou nunca ouviu falar dele, talvez conheça a canção Hallelujah, canção que fez parte da trilha de ‘Shrek’.

Aqui compartilho uma de suas poesias chamada originalmente de ‘A Thousand Kisses Deep’

A Mil Beijos de Distância

Como se eu fosse carne
você veio e me tocou.
Você teria que ser homem
pra ver como isso é bom.
Alma gêmea, de sangue irmã.
De um sonho, uma lembrança.
Quem mais me chama de manhã
a mil beijos de distância?

Amei como se abria,
como um lírio, com um sorriso.
Sou só uma estátua fria,
de pé na chuva e no granizo,
que te ama com seu amor frio,
com um corpo que se cansa.
Tudo o que sou, tudo o que fiz
a mil beijos de distância.

Você mentiu pra mim, entendo.
Traiu-me por não ter opção.
Pra estar no alto, ardendo
atrás do véu da decepção.
Atriz pornô, aristocrata,
vulgar com elegância.
Sou velho, mas sinto sua falta
a mil beijos de distância.

Eu sei amar, sei odiar,
No meio é que me engano.
Estou tentando, mas já é tarde
É tarde há muitos anos.
Você está linda, eu bem lhe disse,
Um elogio não lhe alcança.
Eu ajoelharia, se conseguisse,
A mil beijos de distância.

O outono lhe arrepiou de espanto,
obscureceu-me a vista.
A luz tem que brilhar, no entanto
não faz questão que exista.
Charada do livro do amor,
obscura e sem importância,
até ser lida com sangue e dor,
a mil beijos de distância.

Cheio de vinho, o peito protesta,
seu rosto ainda no meu.
A banda avisa: é o fim da festa;
coração não diz adeus.
Corri com Diz, cantei com Ray,
nunca soube essa dança.
Quando deixaram, eu toquei
a mil beijos de distância

Amei como se abria,
como um lírio, com um sorriso.
Sou só uma estátua fria,
de pé na chuva e no granizo,
que te ama com seu amor frio,
com um corpo que se cansa.
Tudo o que sou, tudo o que fiz
a mil beijos de distância.

Mas não me dê atenção agora.
O que digo com ânsia
depõe contra mim qualquer hora,
a mil beijos de distância.

Ps: O responsável pela tradução foi o Toni Barros do site Geladeira Oráculo. A poesia é declamada neste vídeo pelo próprio Cohen, a partir de 5:55.

A Thousand Kisses Deep

A thousand kisses deep
You came to me this morning
and you handled me like meat.
You’d have to be a man to know
how good that feels, how sweet.
My mirrored twin, my next of kin,
I’d know you in my sleep
and who but you would take me in,
a thousand kisses deep.

I loved you when you opened
like a lily to the heat,
you see I’m just another snowman
standing in the rain and sleet,
who loved you with his frozen love,
his second hand physique,
with all he is, and all he was,
A thousand kisses deep.

I know you had to lie to me,
I know you had to cheat,
to pose all hot and high
behind the veils of shear deceit,
our perfect porn aristocrat
so elegant and cheap,
I’m old but I’m still into that,
A thousand kisses deep.

I’m good at love, I’m good at hate,
its in between I freeze.
Been working out, but its too late,
it’s been to late for years.
But you look good, you really do,
they love you on the street.
If I could move I’d kneel for you,
a thousand kisses deep.

The autumn moved across your skin,
got something in my eye,
a light that doesn’t need to live,
and doesn’t need to die.
A riddle in the book of love,
obscure and obsolete,
until witnessed there in time and blood,
A thousand kisses deep.

And I’m still working with the wine,
still dancing cheek to cheek,
the band is playing Auld Lang Syne,
but the heart will not retreat.
I ran with Diz and I sang with Ray,
I never had their sweep,
but once or twice they let me play
A thousand kisses deep.

I loved you when you opened
like a lily to the heat,
y’see I’m just another snowman
standing in the rain and sleet,
who loved you with his frozen love,
his second hand physique,
with all he is, and all he was,
A thousand kisses deep.

But you don’t need to hear me now,
and every word I speak,
it counts against me anyhow,
A thousand kisses deep.

Lugares diferentes…

As pessoas que me dizem que eu vou para o inferno e elas vão para o céu de certa forma deixam-me feliz de não estarmos indo para o mesmo lugar.

Mark Twain

Um milhão de vagalumes ou flores…

vagalumes

Reinvenção

Após chegar aos trinta anos, olho para trás e em pouco me reconheço. Tentei me refazer ao longo do tempo, ao longo da vida, ao longo das situações. Tento a cada dia controlar meu ímpeto, absorver mais perspectivas, falar menos, ouvir mais, aconselhar menos, ser uma companhia mais suave, ser breve, ser leve e para de fato conseguir ser para sempre. Quero ser livre, dos meus preconceitos, do olhar alheio, de julgamentos precipitados. Quero ser justo com os outros e comigo mesmo. Quero sem menos em tudo, para ser mais no todo.

Muito pertinente compartilhar estes pensamentos que nos ajudam, nos guiam e orientam nesta busca que cada dia parece definitivamente sem fim.

O que as pessoas mais desejam é alguém que as escute de maneira calma e tranquila. Em silêncio. Sem dar conselhos. Sem que digam: “Se eu fosse você”. A gente ama não é a pessoa que fala bonito. É a pessoa que escuta bonito. A fala só é bonita quando ela nasce de uma longa e silenciosa escuta. É na escuta que o amor começa. E é na não-escuta que ele termina. Não aprendi isso nos livros. Aprendi prestando atenção.

Rubem Alves

Next Posts