Tese Sobre um Homicídio

Hoje acordei tarde e perdi o belo dia de sol em Florianópolis. Resolvi sair para ainda tentar fotografar um pôr-do-sol, mas era tarde demais. Retornei do sul da ilha e resolvi fazer umas fotos noturnas da ponte. Depois de quase congelar, fui até o shopping tentar encontrar um filme para não ter que voltar para casa e ficar aqui sem fazer nada. Fui no caixa automático de compra de ingressos e só tinham sessões esgotadas e alguns filmes bem ruinzinhos disponíveis. Bateu até um desânimo quando vi uma pessoa ao lado comprando um ingresso para um filme que não aparecia na minha tela. Só então percebi que existia uma segunda página de filmes. Para minha agradável surpresa, nada menos que um filme protagonizado pelo Ricardo Darin, que considero um dos melhores atores do mundo. Já assisti quase todos os seus filmes e não existe um, que posso dizer que não gostei.

tesis-sobre-un-homicidio-ricardo-darin

‘Tese sobre um homicídio’ possui um título que só não é spoiler, porque o título é que dá sentido ao final do filme. O desfecho deste filme é para poucos, pela cara das pessoas no cinema, nem todos gostaram do final ou por assim dizer, a falta dele. Incrível pensar que filmes com roteiros tão ousados são feitos na Argentina. Prova de que o Brasil só não faz coisa melhor por pura falta de talento mesmo. Não sei até quando o filme fica em cartaz, mas se você gosta de filmes que correm pela beirada, fogem do eixo Hollywoodiano, assista. E aproveite para ver todos os filmes do Ricardo Darin, começando por ‘Um Conto Chinês’, que foi exatamente por onde passei a admirá-lo.

tesis-sobre-un-homicidio-ricardo-darin-cinema

O segundo filme apenas da carreira do diretor Hernán Golfrid, mostra um filme muito bem dirigido e uma belíssima fotografia, mostrando todo o encanto de Buenos Aires. O filme é um Thriller psicológico sensacional e vai deixar você decidir o final do filme, de uma forma muito inusitada, afinal, pela primeira vez assisto um filme onde este recurso é extremamente coerente.

Ficha Técnica

Título Original … Tesis sobre un homicidio
Origem … Argentina
Gênero … Suspense
Duração .. 106 min
Lançamento … 2013
Direção … Hernán Goldfrid
Roteiro … Patricio Vega baseado no romance de Diego Paszkowski

Elenco

Ricardo Darín como Roberto Bermudez
Alberto Ammann como Gonzalo Ruiz Cordera
Arturo Puig como Alfredo Hernández
Calu Rivero como Laura Di Natale
Fabián Arenillas como Máuregui
Mateo Chiarino como Villazán

 

 

Nove Rainhas – Filme

Após falar de O Filho da Noiva, não poderia deixar de falar de Nove Rainhas, já que assisti os dois no mesmo dia. Este era um dos dois filmes com o Ricardo Darín que mais procurei em locadoras e nunca encontrei, fui assistir através da Netflix. Nove Rainhas é dirigido por Fabián Bielinsky, que possui somente mais um filme na carreira além deste, se chama Aura e foi lançado em 2005.

Nove Rainhas é um thriller interessantíssimo, ao melhor estilo ‘Onze Homens e um Segredo’. O filme argentino traz o famoso plot twist. Em algum momento do filme, o qual não vou dizer qual é o filme muda completamente de perspectiva. Interessante ver um filme latino apostando em uma ideia como esta. O Brasil poderia beber desta fonte e tentar inovar um pouco no nosso cinema nacional.

nove-rainhas-nueve-reinas

Marcos (Ricardo Darín) e Juan (Gastón Pauls) são dois picaretas dos mais ralés, mas acabam se unindo para tentar o grande golpe de suas vidas. Eles se conhecem durante a madrugada, após Juan tentar dar um golpe em uma balconista por duas vezes, quando Marcos o livra de ser preso. Apesar da erro bobo de Juan, Marcos enxerga um grande potencial no garoto, para participar de uma negociação milionária, envolvendo uma série de selos falsificados conhecidos como ‘Nove Rainhas’.

Ficha Técnica

Título Original … Nueve Reinas
Origem … Argentina
Gênero … Suspense Dramática
Duração .. 114 min
Lançamento … 2000
Direção … Fabian Bielinsky
Roteiro … Fabian Bielinsky

Elenco

Ricardo Darín como Marcos
Gaston Pauls como Juan
Leticia Bredice como Valeria
Ignasi Abadal como Vidal Gandolfo

O Filho da Noiva – Filme

Desde que conheci o ator argentino Ricardo Darín através do filme ‘Um Conto Chinês’, passei a correr atrás de toda sua filmografia. Infelizmente haviam dois filmes que eu queria muito assistir e que nunca encontrei em locadora. Um chamado ‘Nove Rainhas’ e o outro obviamente, ‘O Filho da Noiva’. Então, estou eu sozinho na casa da minha irmã, durante o primeiro mês que estava em Florianópolis e não é que na Netflix tinham exatamente os dois filmes? Praquê…

O filme é absolutamente emocionante, repleto de sutilezas e de fantásticas atuações. Darín é sempre um show a parte em qualquer filme que atua, coloca-lo ao lado de dois atores como Héctor Alterio e Norma Aleandro, fica impossível não chorar. Este trio fabuloso ainda é dirigido por Juan Jose Campanella, o mesmo diretor de “O Segredo dos Seus Olhos’, ‘O Mesmo Amor, a Mesma Chuva’. Se você não conhece os filmes, ambos com Darín como protagonista, posso acrescentar que Campanella simplesmente dirigiu episódios da série americana House e Law and Order SVU (Special Victims Unit), preciso dizer mais alguma coisa?

o-filho-da-noiva-poster

Apesar das belíssimas e pontuais atuações, devo dizer que Norma Aleandro consegue estar em um nível acima do normal. Norma Aleandro interpreta Norma Belvedere, mãe de Rafael (Ricardo Darín), que foi diagnosticada com Alzheimer e passa seus dias em um asilo, onde é visitada diariamente por seu marido Nino (Héctor Alterio). Após a doença da mãe, Rafael assumiu o tradicional restaurante da família, em momentos economicamente difíceis na Argentina, onde precisa rebolar para se manter aberto, o que o impede de ter um bom relacionamento com toda sua família. Norma é certamente a mais convincente atuação de uma pessoa acometida do Alzheimer de todos os filmes que eu já vi com o mesmo tema. A instabilidade da sua memória não está apenas no ato de mostrar que esqueceu alguma coisa, mas na reação e nas feições dos momentos em que reconhece alguém querido e nos momentos que esquece de quem são, indo e vindo o tempo todo neste carrocel psicológico. Está ali, no olhar, no sorriso, na tristeza. Ela não precisa dizer que esqueceu, não precisa ficar com o olhar vago como se estivesse vegetando. Sutil, delicado e real.

O restante do filme eu não posso contar, mas acredite que é um dos filmes mais bonitos que já pude ver. Apesar de ser argentino, Campanella que já tem um Oscar na prateleira, é formado pela escola americana, então tenha certeza que é um filme muito bem produzido também. Se não falassem em espanhol, você jamais diria ser um filme feito no lado sul das américas.

Ficha Técnica

Título Original … El Hijo de la Novia
Origem … Argentina
Gênero … Drama
Duração .. 123 min
Lançamento … 2001
Direção … Juan José Campanella
Roteiro … Juan José Campanella

Elenco

Ricardo Darín como Rafael Belvedere
Héctor Alterio como Nino Belvedere
Norma Aleandro como Norma Belvedere
Eduardo Blanco como Juan Carlos

De aquel amor de música ligera – Soda Stereo

Você certamente já ouviu a música ‘A Sua Maneira’ do Capital Inicial, estou certo?!. Porém poucas pessoas sabem que esta música está longe de ser um sucesso criado pela banda brasileira. Na realidade a música é um megasucesso da banda argentina SODA STEREO. O que torna a versão do Capital um tanto sem graça, foi o fato de tirarem da canção a expressão ‘De Musica Ligera’ , que inclusive é título da versão original. Musica Lijeira em espanhol é uma gíria para ‘amor passageiro’, ‘paixão rápida’, ‘amor de verão’. ‘De Musica Ligera’ é uma crítica aos hits que tocam, tocam, tocam e em pouco tempo ninguém mais quer ouvir.

Apesar da banda não ser famosa no Brasil, na Argentina e em todos os outros países da América Latina, são um fenômeno. Formada por Gustavo Cerati (guitarra e voz), Héctor ‘Zeta’ Bosio (baixo e voz) e Carlos Alberto Ficicchia (bateria e percussão), a história do Soda Stereo remete ao início dos anos 80. Em 1982 a banda começava a tocar na cena underground de Buenos Aires, mas a consagração viria apenas oito anos depois, com o lançamento de ‘Canción Animal’, álbum de 1990 que trouxe a famigerada ‘De Musica Ligera’, além de ‘Canción Animal’, ‘Un Millón de años Luz’ e ‘Té para tres’.

Em 1993 a banda faz uma pausa na carreira e em 1994 o filho de Zeta morre em um acidente de carro, afetando profundamente sua vida pessoal e profissional, ao ponto de cogitarem o fim definitivo do Soda Stereo.  Mas um ano depois eles voltam a se encontrar, lançando o álbum ‘Sueño Stereo’  em 1995 pela BMG. Em apenas 15 dias de lançamento, o álbum se tornou disco de platina, porém em 1997 a banda se despede novamente dos palcos em um show no estádio do River Plate, em Buenos Aires, Argentina.

Apesar de inúmeros rumores de retorno, nada aconteceu ao Soda Stereo, além de um documentário produzido pela HBO e um pela MTV chamado ‘Soda Stereo : A LENDA’. Sete anos após sua despedida dos palcos, a Sony lança em 2004 um DVD com cenas inéditas de turnês da banda. Em 2007, completando 10 anos de distância dos palcos, os integrantes resolvem se reunir novamente para uma tour de comemoração. ‘Me Verás Volver’  é o nome da nova tour da banda. Meu amigo ‘Gringo’, que trabalhava comigo em uma agência de propaganda, que me apresentou ao Soda Stereo, foi para Buenos Aires para um dos shows no estádio do River, de busão, acredite. Ao contrário do que se faz no Brasil, a tour comemorativa não marcava a volta da banda, sendo que seu fim também marcou o fim das atividades da banda.

Perceba a multidão de pessoas neste show e atente para a música cantada em coro, do início ao fim, durante a gravação do dvd ‘Gira Me Verás Volver’, durante sua tour de 2007.

Discografia

  1. 1984 Soda Stereo // Estudio
  2. 1985 Nada Personal // Estudio
  3. 1986 Signos // Estudio
  4. 1987 Ruido Blanco // Ao vivo
  5. 1988 Doble Vida // Estudio
  6. 1989 Languis // Mixtape
  7. 1990 Canción Animal // Estudio
  8. 1991 Rex Mix // Mixtape
  9. 1992 Dynamo // Estudio
  10. 1993 Zona de Promesas // Coletânea
  11. 1995 Sueño Stereo // Estudio
  12. 1996/2007 Comfort y Musica para Volar // Ao vivo 1996 / 2007
  13. 1997 Chau Soda // Coletânea
  14. 1997 El Último Concierto // Duplo ao vivo
  15. 2000 Obras cumbres // Coletânea
  16. 2004 Leyendas: Solamente los mejores // Coletânea
  17. 2005 20 Éxitos originales // Coletânea
  18. 2007 Lo esencial // Coletânea Importada
  19. 2007 Me Verás Volver // Coletânea
  20. 2007 MTV Unplugged: Comfort y música para volar // Ao vivo
  21. 2008 Gira Me verás volver” // Duplo ao vivo
  22. 2008 Lo esencial // Remasterizado

Publicado originalmente em: 24 de dezembro de 2007 às 18:24

Um conto Chinês – Un cuento chino

O filme começa em Fucheng, China, onde Jun (Ignacio Huang) e sua namorada estão prestes a viver um dia especial, em um pequeno barquinho no lago. Quando está prestes a pegar as alianças que usará para propor sua namorada em casamento, uma vaca cai do céu e a mata instantaneamente.

Em seguida, você é levado para a Argentina, diretamente para a loja de ferramentas de Roberto (Ricardo Darin) um cara solitário e mau humorado. Ele tem uma vida monótona sem graça, se incomodando com as coisas mais aleatórias possíveis, contando inclusive os 500 parafusos que vem em caixas Philips. Robert tem um hobby, colecionar coisas, entre estas coisas está uma coleção de notícias absurdas publicadas em jornais do mundo todo. Além disso, para completar sua rotina deprê, visita frequentemente o cemitério.

Roberto recebe a visita da doce Mari (Muriel Santa Ana), com quem viveu um romance no passado e que está de férias na cidade, pois vive no campo. Nitidamente Mari é apaixonada por Robert, mas ele tem dificuldades em lidar com este sentimento, que parece não compartilhar. É então que Roberto vê um rapaz chinês ser lançado de um táxi no meio da rua. Compadecido com a cena, Roberto decide ajudar Jun a encontrar um endereço escrito no seu braço. Infelizmente ele descobre que o chinês que vivia naquele endereço, se mudou há três anos.

Roberto é obrigado a levar Jun para sua casa e então toda a história começa, mostrando que por algum motivo maior, fazia parte do destino dos dois, se encontrarem naquele dia.

Incrivelmente eu ri demais, demais, demais com o filme e além de tudo, possui um grande final. Ótimo filme e destaque especial para a atuação de Ricardo Darin, um ator sensacional. O filme teve um custo de produção baixíssimo, apenas $ 1,2 milhão.

Ficha Técnica

Direção .. Sebastián Borensztein
Título Original .. Un cuento chino
Música .. Lucio Godoy
Fotografia .. Rodrigo Pulpeiro
Montagem .. Fernando Pardo
Origem .. Argentina
Lançamento .. 2011
Gênero .. Drama
Duração .. 95 min
Idioma .. Espanhol

Elenco

Ricardo Darin .. Roberto
Muriel Santa Ana .. Mari
Ignacio Huang .. Jun
Pablo Seijo .. Client
Ivan Romanelli .. Leonel
Vivian El Jaber .. Pink