Juventude em Fúria

Do original ‘Hesher’, o filme traz uma dupla fantástica: Joseph Gordon-Levitt e Natalie Portman. Parecia um filme obviamente fantástico, levando em conta seu elenco, porém, óbvio é tudo que este filme não é. Talvez ele faça sentido dependendo do seu nível alcoólico ou da quantidade de baseados que você fumou. Incrivelmente o filme é produzido por Natalie Portman, que certamente tem mais de Black Swan do que aparenta. A produção independente foi apresentada no excelente festival de filmes indie de Sundance, onde muita coisa boa acaba ganhando destaque. O filme foi lançado em 2010 no festival e em 2011 nos Estados Unidos. Como todo filme independente, demorou muito a chega no Brasil, sendo que somente em 2013 ele figurou nas prateleiras de lançamentos.

hesher-juventude-em-furia

É o longa de estreia do jovem e ainda desconhecido diretor Spencer Susser. Depois de saber disso, vou dar outros créditos e novos olhares sobre o longa, que é no mínimo ousado. O filme é uma grande maluquice, já que a história é pautada e conduzida pela personalidade afetada do tatuado, desbocado e problemático Hesher. Um cara sem rumo, sem objetivos, meio maluco, um tanto insano. Seu caminho é atravessado pelo jovem TJ (Devin Brochu), um menino em depressão e completamente perdido, diante de sua vida destruída pela morte da mãe e a incapacitação do seu pai Paul (Rainn Wilson), que após a morte da esposa, vai morar com a mãe e passa seus dias a base de tranquilizantes. TJ é um guri solitário, que sofre bulling na escola, tenta conviver com a morte da mãe e ainda precisa aturar o pai ausente e a avó nitidamente com alguns problemas devido a idade avançada.

Nesta realidade sem sentido, TJ, Hesher e a bela Nicole (Natalie Portman), acabam encontrando alguma razão para se unirem, apesar de todas as improbabilidades. A história completamente sem sentido aparente, sem rumo, sem grandes significados e por muitas vezes completamente impensáveis e impossíveis, se revela extremamente pertinente e real. Vale assistir até o fim e tentar entender uma realidade muito distante da nossa, ou não.

A frase trazida no poster de lançamento resume bem o tom da história:

Às vezes a vida lhe dá o dedo e por vezes você se dá…

A referência clara do poster ao logo do Metallica faz referência a trilha sonora, repleta de músicas da banda e também do MotörHead. Destaque para a excelente atuação de Gordon-Levitt que está se consolidando como um nome forte do cinema mundial e da Natalie Portman, sempre precisa e ponderada nas atuações. O garoto Devin Brochu também manda bem no papel do garoto TJ. Não esqueça, assista até o fim, estranhamente fará sentido.

Ficha Técnica

Título Original … Heasher
Origem … Estados Unidos
Gênero … Humor Negro / Drama / Comédia Dramática
Duração .. 106 min
Lançamento … 2010
Direção … Spencer Susser
Roteiro … Spencer Susser e David Michôd

Elenco

Joseph Gordon-Levitt como Hesher
Rainn Wilson como Paul Forney
Natalie Portman como Nicole
Devin Brochu como TJ Forney
Piper Laurie como Madeleine Forney

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *