Mariô Quaiô

Demorou mas a primeira bola fora do Criolo chegou, justamente tentando fazer o que já estava escrito que não deveria ser feito. O novo clipe na canção ‘Mariô’ caiu no mesmo erro do Emicida com ‘Zica, Vai Lá’. Se você já escutou a expressão: ‘Não se mexe em time que está ganhando’, se prepare porque eu vou usa-la.

Os comentários no Youtube resumem bem a realidade do clipe. Nada tem haver com nada, ninguém soube explicar e quem tentou piorou. Os efeitos especiais além de estarem anos luz atrás do que já nos acostumamos a ver em qualquer filmeco americano, não tem nenhuma utilidade na história. Apesar de uma fotografia interessante em algumas cenas, o clipe de Mariô é um amontoado de captações sem qualquer significado interessante. Uma música com uma temática tão simples e original, merecia um clipe simples e original. Muito longe do que foi produzido em ‘Subirusdoistiozin’, ‘Freguês da Meia-Noite’ e ‘Que Bloco é Esse?’, não entendi a motivação do Criolo em ir tão longe do seu trabalho.

Apesar da interpretação do Criolo nas cenas ser muito bacana, na pós-produção é que nata quaiô. Subirusdoistiozin por exemplo, mostra a periferia de São Paulo, em duas linhas de tempo, nos remetendo a infância e um saudosismo de memórias de outra época. Sem contar que a história faz valer o seu título, já que subir é gíria para morte. Não, não estou querendo explicar gíria, só para constar.

Em Freguês da Meia-Noite, outro belo clipe, com todo o clima da canção: cabaré, paixão, drogas, crime, prostituição, cafetão, malandro, máfia, ciúmes, traição e obviamente, belas cenas sensuais. Com o Ilê Aiyê, nada mais justo que o reduto do grupo afro lá na Bahia, com o batizado de Criolo acontecendo de fato.

Agora, alguém por favor, me explica o que aconteceu com o Criolo. Pelo amor, volta para a Terra Criolo. Queremos ver São Paulo, queremos ver periferia, queremos ver arte e não essa bobagem tecnológica digna de Mutantes da Record.

O que mais me entristeceu em tudo isso foi constatar a alienação dos fãs do Criolo, achando realmente que essa baboseira tem alguma coisa de sensacional. Me desculpe os mais empolgados, mas este não é o Criolo que eu virei fã, esta não é uma faceta do Criolo que eu realmente admiraria. Prefiro muito mais o vídeo amador da poesia ‘Lantejoula’ que toda essa bobagem e efeitos.

Prefiro acreditar que o Criolo fez seu papel, mas que os culpados por deixarem o leite ferver e transbordar da panela, foi a equipe de produção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *