Meu mundo perdeu sua cor…

Ontem, meu doce Amarelo, meu gato companheiro e carinhoso se foi. É difícil aceitar que ele não estará comigo todos os dias, pedindo comida, miando para tudo, deixando pêlo em cada parte da casa, levando parte de você onde eu ia, fazendo-se de fofo.

Você foi sem dúvida, de todos meus bichos de estimação, o mais leal, o mais corajoso, o mais bondoso, o mais carinhoso, o mais companheiro, o mais inesquecível. Eu posso me lembrar de cada passagem da minha vida contigo ao meu lado, desde o dia em que juntamos o pouco dinheiro que tinhamos no mês, para buscar você. Lembro de ti ainda filhote, do seu jeitinho assustado e de como continuou assim ao longo dos quatro anos que esteve conosco. Você nunca cresceu, continuou sendo um filhote dentro do corpo de um gatão adulto. Todo aquele seu tamanho certamente era necessário para acomodar seu coração gigante. Quando buscamos a Mel, você não fez qualquer restrição de dividir seu espaço com um novo bichinho, ao contrário da Jeanne que até hoje não se bica com ela.

Lembro de você todas as manhãs, respondendo ao chamar pelo seu nome, com aquele miado preguiçoso. Lembro de cada minuto que passei ao seu lado meu companheirão. Eu não queria ter visto você ir embora em meus braços, queria ter feito alguma coisa. Estava ali me sentindo completamente incapaz de impedir que você me deixasse aqui, levando parte do meu coração com você. Eu queria ter feito mais por ti meu molecão. Espero que você me perdoe se não fui suficientemente bom para te manter aqui ao meu lado.

Vou sentir sua falta todos os dias, vou sentir sua falta para sempre, vou lembrar de você todos os dias, obrigado por ter feito parte de nossas vidas.
Prometo que lembrarei assim de você:

One Response to Meu mundo perdeu sua cor…
  1. Lu

    Não tem como parar de chorar ao ver esse vídeo, com essa música a letra…ele era assim, meu bb preguiçoso que eu cuidava todos os dias, dando sua comidinha que não podia faltar, ele não podia ver o pote vazio hehe, escovando seus pêlos amarelos e brilhantes, ele arranhando a porta e se espreguiçando ao mesmo tempo pedindo para entrar em casa, seu miadinho de filhote cada vez que nos olhava ou chamávamos seu nome. Ele foi um gatinho especial, e jamais vai existir outro parecido, só nós eu e vc, sabemos disso, só a gente sabe que quando a gente olhava nos olhos dele ou víamos sua paz ao dormir tão gostoso sentíamos a mesma paz, a presença de Deus e minha fé se renovava sempre só de ter ele ali me olhando com aquele carinho, piscando os olhinhos. Como dói, ninguém sabe e nunca vai saber, porque vc Amarelo foi único e nós tivemos muita sorte de ter você, desde a hora em que vi sua foto naquele cartaz no mercado e me apaixonei, vc era pra ser nosso, até o fim meu amiguinho, meu bebezinho. E vc Jeff, meu amor, sei o quanto está sofrendo, mas tentando ser forte ao mesmo tempo, só pra me ajudar, o que seria da minha vida sem vc, nos melhores e piores momentos foi sempre vc que esteve ao meu lado, sempre segurando minha mão me dando seu abraço e dizendo que me ama. Eu te amo mais que tudo, vc é a minha cura nesses momentos e sempre. Desculpe não ser forte e retribuir tudo isso agora…te devo tudo que sou e o que tenho. Te amo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *