Yoani Sanchez fez um apelo a nossa presidenta…

A jornalista e filóloga cubana Yoani Sanchez fez um apelo especial ao Brasil e a nossa presidente Dilma Rousseff, manifestando seu desejo de vir ao país, para participar do lançamento oficial do documentário em qual foi uma das personagens. O documentário “Conexão Cuba Honduras” foi produzido em 2009,  pelo documentarista brasileiro Dado Galvão. O lançamento do documentário foi adiado por duas vezes, em solidariedade à Yoani, pois seus pedidos feitos ao presidente Lula, não foram levados em consideração.

Yoani Sanchez (Havana, 4 de setembro de 1975) é licenciada em Filologiapela Universidade de Havana, ela alcançou fama internacional e numerosos prêmios por seus artigos e suas críticas da situação social em Cuba sob o governo de Fidel Castro e de seu sucessor, Raúl Castro. Ficou conhecida por seu blog ‘Generación Y’, editado desde abril de 2007, com dificuldades, porque não pode acessá-lo de casa e por isso definiu-se como uma blogueira ‘cega’.

A revista TIME  a incluiu em sua lista de ‘100 pessoas mais influentes de 2008’, relatando:

debaixo do nariz de um regime que nunca tolerou dissensão, Sánchez exerce um direito não garantido aos jornalistas que trabalham com papel: liberdade de expressão

Eu particularmente acompanho Yoani através do twitter e sua atitude de extrema coragem e cidadania é um exemplo que precisa ser reconhecido. Impossível imaginar que o Brasil não interceda por ela, sendo que seu trabalho já tenha reconhecimento internacional. Eu lhe pergunto: – Você teria coragem de contrariar um governo? Arriscar sua vida para defender os direitos alheios? Assumiria os riscos de mostrar a situação social do seu país em plena ditadura?

A petição on-line feita pela fotógrafa brasiliense Xenia Antunes tem apenas 700 assinaturas, das 100.000 necessárias. Nestes momentos me sinto envergonhado de ser brasileiro.

Por gentileza, já que estamos em um momento em que os olhos do mundo se voltaram para a internet, ajude a divulgar o vídeo e assim fazer sua parte para que o desejo de Yoani se realize. A realidade de Cuba nos parece muito distante, seus problemas não parecem nos afetar, mas devemos isso como humanos, como semelhantes, por compaixão e respeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *