Piratas do Caribe – A trilogia de quatro, cinco e seis…

Dia 20 de maio, chegará as telas dos cinemas de todo o mundo, o quarto filme da franquia ‘Piratas do Caribe’ (Pirates of the Caribbean), a trilogia que virou quadrilogia (ou tetralogia).

A Trilogia

Em 1990 começaram as primeiras tentativas de escrever um roteiro inspirado no parque temático ‘Piratas do Caribe’ no Magic Kingdom Disney Orlando, mas foi rejeitado pelo produtor que achou se tratar de mais uma história de piratas sem grandes novidades. Doze anos se passaram para que em 2002 um roteiro fosse reescrito, desta vez por Stuart Beatlie. Chamaram um cara que entendia do assunto, afinal, para você ter uma idéia, são dele os roteiros do excelente ‘Colateral’, o surpreendente ‘Fora de Rumo’ e enigmático ‘Australia’.

Stuart Beatlie escreveu o primeiro roteiro de Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra (Pirates of the Caribbean: The Curse of the Black Pearl) quando a Walt Disney Pictures® trouxe para o projeto os escritores Ted Elliott e Terry Rossio que participaram do primeiro filme e deram continuidade com Piratas do Caribe: O Baú da Morte (Pirates of the Caribbean: Dead Man’s Chest) e Piratas do Caribe: No Fim do Mundo (Pirates of the Caribbean: At World’s End). Os três primeiros filmes de aventura fantástica foram dirigidos em parceria entre Gore Verbinski e Rob Marshall, com produção executiva do excelente Jerry Bruckheimer que traz nas costas sucessos como: Top Gun, A Rocha (The Rock), Maré Vermelha (Crimson Tide), Con-Air, Armageddon, o excelente ‘Inimigo do Estado’ (Enemy of the State), 60 Segundos (Gone in 60 Seconds), Falcão Negro em Perigo (Black Hawk Down), Pearl Harbor, Piratas do Caribe (Pirates of the Caribbean), Rei Arthur (King Arthur), O Príncipe da Pérsia (Prince of Persia).

O Spin-Off

Ao final de ‘Piratas do Caribe: No fim do Mundo’Bruckheimer havia declarado que a franquia havia se encerrado com a trilogia, porém, já existia rumores da possibilidade do que chamam de um spin-off, um roteiro fora da trilogia (já andei lendo matérias sobre Piratas do Caribe 5 e 6). Johnny Depp se tornou o ator mais bem pago de Hollywood quando assinou contrato para o quarto filme da franquia, Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas (Pirates of Caribbean: On Stranger Tides), com um contrato de US $ 55 milhões.  Se levarmos em consideração que a trilogia já arrecadou US $2,68 bilhões dólares em todo o mundo e que muito desse sucesso é responsabilidade de Depp, nem é tanto assim.

Johnny Depp

Na pele de Jack Sparrow, Depp certamente incorporou o maior papel de sua vida até agora. Sem medo de errar, Depp é um dos maiores atores do mundo, mas quando incorpora o pirata Jack Sparrow, parece usar todas as suas cartas de uma só vez. Ele faz o galã, o maluco, o idiota e o palhaço, tudo ao mesmo tempo e vagueia entre suas personagens com uma simples mudança de expressão facial. É estranho como Piratas do Caribe tinha tudo para se tornar mais um filme idiota de sessão da tarde feito pela Disney Pictures, mas Johnny Depp conseguiu colocar o filme em outro nível. Claro que os efeitos especiais são excelentes, mas um pirata que usa rimel, faixinha vermelha na cabeça, colares que foram comprados de algum ambulante e um monte de aneizinhos na mão e mesmo assim parecer mais macho que todos os outros piratas mal encarados, é de se levar em consideração. Muitas das características da personagem foram do próprio Depp, como os dentes de ouro, que dizem, ter sido uma exigência. Quem também ajudou na caracterização do pirata Jack Sparrow foi o talentoso e singular Tim Burton e não poderia ser diferente.

O livro que inspirou o filme

O quarto filme da franquia, Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas é baseado no livro ‘On Stranger Tides’, escrito por Tim Powers em 1987 e teve seus direitos adquiridos em 2009 pela Walt Disney Pictures. O livro traz uma personagem chamado ‘Jack Shandy’, mas que não tem semelhanças com o personagem Jack Sparrow, dizem os envolvidos (apesar das semelhanças entre a obra literária e os filmes da trilogia). Alguns sites até citam que o nome Jack Sparrow foi uma homenagem a obra de Tim Powers, o que não é oficial. No mínimo podemos dizer dessa fonte eles beberam.

O livro traz o personagem Barba Negra, um dos piratas mais famosos que já existiu além da ficção. Uma das características do livro de Powers é justamente a mistura de ficção e realidade. Barba Negra (Blackbeard), nascido Edward Teach foi um pirata muito famoso nascido em 1680. Seu navio, o ‘Queen Anne’s Revenge’ era um navio mercante francês, o ‘La Concorde’, de 300 toneladas,capturado em 1716, o qual o sanguinário pirata transformou em uma verdadeira fortaleza marinha agregando 40 canhões a embarcação, tornando-se uma lenda nos sete mares. Barba Negra foi assassinado e decapitado em 1718. O naufragado ‘Queen Anne’s Revenge’ foi encontrado em 1996 no litoral da Flórida, a uma profundidade aproximada de 10 metros. No livro, Powers fala de piratas, zumbis, sereias e vudu, tudo ao mesmo tempo, imagina se não iria fazer sucesso.

Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas


O quarto filme tem estréia mundial agendada para 20 de maio (daqui a 5 semanas). A bela Keira Knightley não participa deste filme, agora quem faz o par romântico com Johnny Depp é Penélope Cruz, que nunca achei fazer jus ao que falavam de sua beleza, mas que neste papel está muito sedutora. No filme o Capitão Jack Sparrow retorna para embarcar em uma nova aventura, a bordo do ‘Queen Anne’s Revenge’, o navio do lendário Barba Negra, pai da enigmática Angelica (Penélope Cruz), com quem Sparrow compartilha um passado misterioso. Ele não sabe se ela o ama de verdade ou apenas o seduz, para que ele a leve até a, tão procurada, fonte da juventude.

A trilha sonora é novamente assinada pelo excelente Hans Zimmer, mas existe outro músico envolvido no filme. O ‘Rolling Stones’ Keith Richards vem na pele de quem? de quem? Só podia, pai de Jack Sparrow. Afinal, a loucura precisa ser genética.

Elenco

Johnny Depp como Jack Sparrow: o ex-capitão do Pérola Negra, que agora está em busca da Fonte da Juventude.
Penélope Cruz como Angélica: filha de Negra e de interesse amoroso Sparrow.
Ian McShane como Barba Negra: o capitão pirata do ‘Queen Anne’s Revenge’ que quer recuperar sua juventude encontrando a Fonte da Juventude.
Geoffrey Rush como Capitão Hector Barbossa: um antigo pirata capitão, agora um corsário na corte do Rei George II e capitão do HMS Providence.
Kevin McNally como Joshamee Gibbs: primeiro companheiro de Sparrow, sócio e melhor amigo.
Richard Griffiths como o Rei George II: governante do Império Britânico.
Stephen Graham como Scrum: um pirata que integram o ‘Queen Anne’s Revenge’.
Greg Ellis como Tenente Theodore Groves
Damian O’Hare como Tenente Gillette
Gemma Ward como Tamara, uma sereia.
Sam Claflin como Philip Swift, um fiel missionário.
Keith Richards como Capitão Teague: é o pai de Jack Sparrow.
Astrid Bergès-Frisbey como Syrena, uma sereia.

Se depender dos posters do filme, já é mais um sucesso garantido. Segue abaixo cada um deles.

 

Quer ter estes posters em alta resolução? Então aproveita que eu sou um cara legal.

Download Posters

Cenas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *