3º Festival Internacional de Danças Folclóricas de Pomerode/SC

Esse é um vídeo que fiz deste evento que aconteceu em Pomerode/SC. Fiz poucos vídeos, a intenção não é de fazer um vídeo profissional, mas apenas deixar registrado este evento tão interessante, principalmente e talvez unicamente por mérito dos grupos participantes.

Cauê Moura e Pc Siqueira

Já falei algumas vezes sobre o Pc Siqueira e o Felipe Neto aqui no blog, não me recordo se já citei o Cauê Moura, mas enfim. Continuo achando exatamente a mesma coisa sobre eles e não consigo entender como agências de propaganda de todo o país, gastam tanto dinheiro com gente que não tem nada a oferecer além de VIEWS. Na realidade, esses ‘cata acessos’ caíram como luva para agências de propaganda que precisam justificar investimentos. Você realmente acha que a gurizada que é fã destes caras, vai comprar um carro da Renault por exemplo?

É muito difícil mensurar o resultado de campanhas publicitárias e neste caso, números são uma ótima forma de simplificação. É assim na TV com o famoso IBOPE e é assim na internet com a contagem de ACESSOS.

Usei três exemplos interessantes, tanto Pc Siqueira quanto Felipe Neto e Cauê Moura, ganharam notoriedade na internet, criticando assuntos polêmicos ou pessoas polêmicas. Uma receita bem simples e barata, óbvia demais. Quando o Restart era o assunto mais falado entre a gurizada, criticar os garotos coloridos é uma maneira simples de chamar atenção. Foi assim com Crepúsculo, foi assim com Fiuk, foi assim com tantos outros assuntos.

Porém, se qualquer pessoa na internet fizer um comentário ou uma crítica, lá vem os seus ‘talifãs’. Sem argumentos inteligentes, sem análise, sem senso crítico ou muito menos bom senso. Simplesmente você NÃO PODE fazer qualquer crítica, sem alguém apontar para você e lançar a velha frase: ‘Você quer embarcar no sucesso deles’. Nem todo mundo quer abarrotar um site, blog ou vlog de acessos. Então por gentileza, use outro argumento, afinal, seria mais fácil puxar o saquinho froxo deles.

O mais estranho é que, 98% dos fãs desses caras, são na realidade, gurizada, daquelas criadas a ‘leite com pera’, que paradoxalmente eles costumam criticar tanto. Gurizada vazia e inútil que infelizmente tomaram a internet como fonte de informação única. Vamos aos temas que cada um já usou, para provar a falta de originalidade:

Pc Siqueira: Restart, Cine, Colírios, Rebolation, Justin Bieber…
Felipe Neto:  Restart, Colírios Capricho, Vida de Garoto, Fiuk, Justin Bieber, Crepúsculo…
Cauê Moura: Restart, Pc Siqueira, Religião, Justin Bieber…

Querendo ou não, se alguém se aproveitou do sucesso de alguém, foram os três, falando sobre modas adolescentes. Todos sabemos que gurizada quando é fã, se entrega de cabeça. É amor ou ódio. Eles aproveitaram toda a parcela que odeia essas modas atuais, fazendo a voz de quem não curte os assuntos em maior evidência na mídia nacional e internacional. E quando eles falaram um do outro? É galera, a internet não esquece nunca. Eles podem deletar os vídeos, mas alguém sempre guarda. Tanto Pc Siqueira quanto Cauê Moura trocaram ofenças pela internet, claro que agora que o Cauê Moura também virou ‘famozinho’, viraram os melhores amigos.

Van Halen ou Kasabian

Em uma sociedade controlada por números, um erro pode significar muita coisa. Será que foi um erro ou apenas uma estratégia barata para divulgar uma banda? Assistam e digam o que acham:

É isso!

Rima LII (53)

Volverán las oscuras golondrinas
en tu balcón sus nidos a colgar,
y otra vez con el ala a sus cristales
jugando llamarán.

Voltarão as escuras andorinhas
em tua varanda a fazer seus ninhos,
e outra vez com a asa em tuas janelas
batendo chamarão

Pero aquellas que el vuelo refrenaban
tu hermosura y mi dicha a contemplar,
aquellas que aprendieron nuestros nombres…
¡esas… no volverán!.

Porém aquelas que o voo refrenavam
tua formosura e minha alegria ao contemplar,
aquelas que aprenderam nossos nomes…
essas… não voltarão.

Volverán las tupidas madreselvas
de tu jardín las tapias a escalar,
y otra vez a la tarde aún más hermosas
sus flores se abrirán.

Voltarão as densas madressilvas*
de teu jardim os muros a escalar,
e outra vez na tarde, ainda mais formosas,
suas flores se abrirão.

Pero aquellas, cuajadas de rocío
cuyas gotas mirábamos temblar
y caer como lágrimas del día…
¡esas… no volverán!

Porém aquelas flores, coalhadas de orvalho
cuja as gotas olhávamos tremer
e cair, como lágrimas do dia…
essas… não voltarão.

Volverán del amor en tus oídos
las palabras ardientes a sonar;
tu corazón de su profundo sueño
tal vez despertará.

Voltarão o amor em teus ouvidos
ardentes palavras a soar;
teu coração de seu profundo sonho
talvez despertará.

Pero mudo y absorto y de rodillas
como se adora a Dios ante su altar,
como yo te he querido…; desengáñate,
¡así… no te querrán!

Porém mudo e absorto** e de joelhos
como se adora Deus ante seu altar,
como eu te quis… desengana-te.
assim… não te quererão!

Gustavo Adolfo Bécquer

*tipo de planta trepadeira
**concentrado em seus pensamentos, estasiado

O ator Luis Gustavo, recebia uma homenagem no programa da ‘Xuxa’, quando resolveu declamar a Rima LII para ela, em agradecimento ao convite que recebeu. Por gentileza, tente ignorar a Xuxa e preste atenção apenas na rima, tão belamente recitada por ele.

Gustavo Adolfo Bécquer foi um escritor e poeta espanhol, pertencente ao final do romantismo, é considerado pós-romantismo, além de ter escrito dentro do realismo. Bécquer nasceu em 17 de fevereiro de 1836, em Sevilha na Espanha e faleceu ainda jovem, aos 34 anos, em 22 de dezembro de 1870 em Madri. Nunca teve um livro publicado em vida, porém hoje é considerado um dos escritores mais importante da Espanha.

 

Leonard Cohen – I’m Your Man

Ps.: Sem mais!

Clipe de Místério do Planeta – Novos Baianos

Mistério do Planeta

(Novos Baianos. Acabou Chorare. Som Livre, 1972)

Vou mostrando como sou
E vou sendo como posso,
Jogando meu corpo no mundo,
Andando por todos os cantos
(O eu lírico não apenas explora esse aspecto da imutabilidade do tempo, como também se embasa nas teoria da Relatividade de Einstein, em ‘andando por todos os cantos’, refere-se ao fato de que não podemos andar por todos os cantos sem que tal asserção seja puramente relativa, ou seja, em um universo paralelo onde seja possível sair andando pelo teto, sem que tal comportamento seja classificado como anormal).

E pela lei natural dos encontros
Eu deixo e recebo um tanto
(Descreve o princípio da ação e reação, embasada nos conceitos básicos da física Newtoniana)

E passo aos olhos nus
Ou vestidos de lunetas,
 (Aqui uma referência a astrofísica renascentista, quando se descobriu o mistério da rotação do planeta através da observação dos astros ‘aos olhos nus ou vestidos de lunetas’)

Passado, presente,
Participo sendo o mistério do planeta
(Aqui temos a referência aos parâmetros clássicos de não-linearidade temporal, presente nos pensamentos de filósofos gregos, pré-aristotélicos, tendo sido modificado pela visão ocidental de tempo como uma seta linear rumo ao futuro)

O tríplice mistério do “stop”
Que eu passo por e sendo ele
(O tríplice mistério do stop, seria uma referência as três fases da vida humana: nascer, crescer e morrer) 

No que fica em cada um,
No que sigo o meu caminho
(Aqui muito provavelmente, se refere ao que restará em cada um de nós, no fim de nossas vidas e a sequência do caminho, a vida após a morte) 

E no ar que fez e assistiu
(Referência a Deus? Que fez o ar e que nos observa o tempo todo) 

Abra um parênteses, não esqueça
Que independente disso
Eu não passo de um malandro,
De um moleque do brasil
Que peço e dou esmolas,
(Agora um detalhe importante, após todas essas refências, abra um parênteses para lembrar que ele não passa de um ser humano como outro qualquer, com seus problemas, defeitos e mortalidade)

Mas ando e penso sempre com mais de um,
Por isso ninguém vê minha sacola
(Andar e pensar com mais de um cérebro, ou pensamento, mostrando que não existe apenas uma única forma de acreditar ou ver a vida e o mundo) 

Composição: Luiz Galvão e Moraes Moreira

Next Posts