Monocromático

Mais um Retorno de Saturno e estou aqui. Sempre que eu dou uma sumida, anote que tem algo bom acontecendo na minha vida. Recentemente eu criei um novo site. É, mais um. Chamado de Monocromático, ele traz fotografias minhas apenas em Preto e Branco. Começou como um passatempo, uma brincadeira e essa semana vou fazer minha segunda exposição. O que me deu bastante ânimo para me dedicar e voltar a fotografar para ter conteúdo novo. O site não tem outro tema se não as fotos em PB. Os temas passam por todas as coisas que me prendem o olhar. De uma bela paisagem, passando por pessoas, lugares, natureza, graffiti, cultura de rua, muita coisa. Acho que você deveria passar lá e conferir como que está ficando.

portrait

www.monocromatico.com.br

Xingu – Igualmente belo e ‘covarde’

logo-xingu-filme

Xingu é sem dúvida alguma um belíssimo filme, arriscaria dizer que um dos mais belos filmes nacionais já produzidos. Positivamente ou não, sua extrema qualidade técnica já era esperada, já que se trata de uma produção da o2 Filmes, produtora de longas e principalmente de filmes publicitários. Infelizmente é esta extrema qualidade que imprimem sobre o trabalho que parece deixar em segundo plano o roteiro dos filmes produzidos. O filme menos técnico, ao menos para um leigo como eu é Domésticas, filme de 2001 com uma linha condutora simples, porém um filme extremamente simples, divertido e tocante.

Esquecendo que estamos no Brasil e o quanto a O2 consegue produzir filmes no nível hollywoodiano, deixando de lado todo este apelo visual do filme e se concentrando na história, achei a proposta pouco corajosa. Não creditando a culpa ao diretor Cao Hamburger e nem a produtora, talvez a tentativa foi buscar uma linguagem mais mediana, mais ampla e menos segmentada, talvez existia restrições dos patrocinadores e apoiadores, quem sabe até um receio de cunho político, pois para contar a história na íntegra seria necessário ‘dar nome aos bois’. O detalhe que impede Xingu ter se tornado o melhor filme nacional de todos os tempos, foi a leveza com a qual a história foi contada. Leveza extremamente necessária e extremamente pertinente na produção de ‘O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias’, do mesmo diretor.

Xingu poderia ter sido um marco para a história do cinema nacional e na história de Cao Hamburger, que durante muito tempo trabalhou com projetos infantis como Castelo Rá-Tim-Bum, Disney Club, Menino Maluquinho. Faltou uma coragem a la Guy Ritchie.

orlando-leonardo-claudio-felipe-caio-joao miguel

João Miguel é um ator diferenciado e certamente o responsável por carregar grande parte da qualidade da produção. É extremamente convincente no seu papel, o único entre os três atores que de fato, parece vivenciar a história como ela deve ter sido. Posso estar enganado mas tive a impressão até mesmo de ver João Miguel mais magro conforme a história é contada, demonstrando toda a debilidade causada pelos mais de 40 anos vividos em função dos índios. Talvez tenha sido uma impressão minha, mas o filme não mostra com uma intensidade relevante, a realidade da atrocidade cometida no Brasil, iniciada por Getúlio Vargas, para tomar posse das áreas inexploradas do Brasil Central. O que fica claro na história, a do filme e a nossa (brasileira), é que teria sido incalculavelmente pior e cruel, sem a interferência dos irmãos Villas-Bôas. Existem duas cenas que conseguem dar o tom dramática e denso que a obra merecia. O momento em que no início da expedição, a equipe de sertanistas é cercada por uma tribo, que os envolve em uma névoa de fumaça e sem dúvida a invasão dos brancos a uma aldeia indígena, onde um corpo de um índio morto é preso em um tronco de uma árvore dentro do rio.

xingu-filme-cartaz

O roteiro falha em não conseguir construir a história com um começo, meio e fim bem definidos. Já de início, o filme não apresenta a vida pregressa dos três irmãos Villas-Bôas e mais grave ainda, não explica a motivação de Orlando. Ele recebe uma carta de seus irmãos, já integrantes da expedição e sem explicação ele integra o grupo. Fica muito subjetivo o quanto eles deixaram para trás, nas suas vidas urbanas. Talvez a complexidade da história, os mais de quarenta anos de história, foram difíceis de resumir em um longa. Se esta história fosse americana, certamente teria virado trilogia:

Villas-Bôas I – Do Rio das Mortes ao Alto Xingu
Villas-Bôas II – Da Serra do Cachimbo ao Tapajós
Villas-Bôas III – Os Txikãos

Seria muito interessante, ver em mais detalhes como cada acontecimento aconteceu. Entender o que fazia dos Irmãos Villas-Bôas, os únicos capazes de fazer contato com tribos indígenas até então isoladas do contato com os brancos. Ainda assim, com esta visão rasa sobre a história, com a dificuldade de perceber um fio condutor delimitado na história, o fim é tocante para aqueles que defendem o direito a vida e respeitam as culturas de outros povos, principalmente indígena, com todas as suas infinitas variações, rituais, cultura e dialetos. Fico triste de ver novamente a Maria Flor em um filme da produtora de Fernando Meirelles. Além da sua ponta ser quase imperceptível, fica completamente deslocada do contexto.

Assista o filme pois é muito bonito. Releve minhas críticas, apenas queria ainda mais do filme, coisa que só cobramos daqueles que sabemos que seriam capazes de fazê-lo. Quero ressaltar o trabalho de criação do poster do filme que ficou particularmente bonito.

Ficha Técnica

Título Original … Xingu
Origem … Brasil
Gênero … Drama
Duração .. 102 min
Lançamento … 2012
Direção … Cao Hamburger
Roteiro … Cao Hamburger e Anna Muylaert

Elenco

João Miguel como Cláudio Villas-Bôas
Felipe Camargo como Orlando Villas-Bôas
Caio Blat como Leonardo Villas-Bôas
Maria Flor como Marina

 

base-xingu

 

30 Seconds to Mars – Símbolos – Pt 2

THIS IS A CULT

Esta é uma das frases mais utilizadas pelo Thirty Seconds to Mars, provando a forma com a qual a banda se relaciona com seu público. Fiz há muito tempo um outro post sobre algumas teorias que explicariam os símbolos usados pela banda. Para complicar minha vida eles não param de usar novas simbologias e glifos, o que rendeu um novo post. Desta vez vou listar todos os outros símbolos que não foram citados no post anterior. Vou descrevendo um a um, tentando encontrar as explicações mais plausíveis.

A Seta

simbolos-symbols-30stm-30-seconds-to-mars-tyr-seta

Este talvez seja um dos símbolos mais simples de interpretar. A seta apontando para cima já nos remete a algo positivo, de crescimento, de ascensão. Poderia também representar uma visão para o céu, Deus ou qualquer outra divindade. Mas existe uma explicação mais interessante. Muitos dos símbolos do 30STM foram inspirados nas mitologias nórdicas ou germânicas. E exatamente nelas encontramos o símbolo ‘TÝR’.

Týr é um dos deuses AEsir (os deuses do bem). Ele está relacionado ao combate, ao céu, a luz, ao juramento e portanto é o patrono da justiça. Na mitologia germânica, nos tempos dos Vikings, Týr abriu caminho para Odin, era filho de Hymir, o grande Deus do Mar do Inverno. Týr não tinha uma das mãos, perdeu a mão direita ao coloca-la na boca do Deus-Lobo Fenrir, gesto que permitiu que os deuses AEsir pudessem o prender. A seta, seu símbolo, na verdade é uma lança e representa tanto uma arma como o símbolo da justiça.

Já na mitologia greco-romana, a seta representa adivinha quem? O planeta Marte (Mars) :). Marte é a deidade ou anjo protetor de quem? Dos soldados :). A banda sempre faz referências a Guerra e Batalhas. Sejam elas físicas ou sejam batalhas espirituais ou mentais. Também referenciam seus fãs como soldados, seguindo os preceitos da banda, suas ideologias e motivações.

Mithra / Phoenix

Na outra matéria que fiz sobre as simbologias do 30STM, relatei a história da Phoenix, já que esta é a associação que todos os fãs fazem sobre o símbolo. Porém, após ver que a banda se refere ao desenho como Mithra, lembrei que a Mithra se trata de outro símbolo, não tem relação com a Phoenix, apesar de ambos os símbolos serem representados por um pássaro ou no caso da Mithra, asas e cauda.

symbols-30-seconds-to-mars-phoenix-mithra

A Mithra nos remete a outra cultura antiga, desta vez ligada ao império Persa. A Mithra era uma divindade que representa a aliança e o juramento. Se pensarmos, o símbolo é mostrado junto com os glifos que representam a banda, o que nos remete a ideia de uma aliança com a banda. Certamente representando a relação entre o 30STM e seus fãs. A Mithra é também o protetor da verdade, é aquele ‘que tudo vê’ (guarde essa informação). Na tradução literal ‘Mi’ significa ‘ligar’, já ‘Thra’ significa ‘fazer’. Por isso Mithra significa ‘fazer uma ligação, uma aliança. Em diversas escrituras antigas, a Mithra é descrito como: o ser das mil orelhas e dos olhos inumeráveis. É sempre referenciado como um protetor ‘dos rebanhos’. Rebanho é um nome muito usado para determinar um grupo de seguidores. Assim, a Mithra que carrega os símbolos do 30STM pode significar o olhar e cuidado da banda sobre seu público. Você verá outra passagem sobre esta citação ‘dos olhos inumeráveis’, ‘aquele que tudo vê’.

A Tríade

Um dos símbolos mais usados pela banda e um dos mais replicados pelos fãs é seu famoso triângulo, o qual eles chamam por tríade (Triad no inglês). Apesar do triângulo ter seus três lados iguais, o que poderia representar uma unidade entre os três integrantes, sob a luz da sociologia, a união de três pessoas tem uma característica muito interessante: Estudos sobre grupos de três pessoas, sejam amigos ou até em um relacionamento bígamo, mostram que existe uma tendência inerente que duas pessoas se unirão mais entre si, excluindo a terceira ou até voltando-se contra ela. Existe porém uma única exceção a esta regra: é quando uma das pessoas é o integrante dominante, fazendo com que as outras duas pessoas lhe devotem fidelidade. As duas figuras ‘submissas’ ao dominante não se sentem na capacidade de se unir contra seu líder, mantendo o equilíbrio entre a tríade. Lembrando que um vocalista sempre é considerado ‘o líder da banda’.

simbolos-symbols-30stm-30-seconds-to-mars-triad-triade-blue

O triângulo que aponta para cima é considerado o lado masculino. Representa em diversas simbologias: o sol, o ativo (se opondo ao passivo), a montanha (se opondo a caverna), para cima (se opondo ao ‘para baixo’), o pai (se opondo ao símbolo da mãe). Além disso pode representar: a criatividade, harmonia, proporção, manifestação, sexo, iluminação, integração, subjetividade e a culminação.

Muitas tríades são citadas em diversas culturas como: ‘crescente + minguante + cheia’, ‘espírito + mente + corpo’, ‘mãe + pai + filho’, ‘passado + presente + futuro’, ‘poder + amor + intelecto’, ‘criação + preservação + destruição’, ‘pensamento + sentimento + emoção’, ‘amor + verdade + sabedoria’, ‘pai + filho + espírito santo’, chamada de a santíssima trindade. Freud explicava a psique humana usando uma tríade, sustentada pela ID, EGO e SUPEREGO. A cultura celta foi certamente a que mais utilizou o triângulo em suas simbologias e crenças.

Uma das maiores crenças celtas se baseia na tríade da vida: Nascimento (renovação) + Morte (fechamento) + Vida (transcendência). Já para os gregos, o triângulo ou delta, representa um portal de passagem. Sabendo que um triângulo é sempre formado por dois lados + uma hipotenusa, os gregos acreditavam que o equilíbrio entre a razão e a emoção nos levaria para a ‘entrada do portal’, para a sabedoria, a revelação, a iluminação. Os dois lados que resultam na hipotenusa. Já Aristóteles (filósofo grego, aluno de Platão e professor de Alexandre, o Grande), propôs o uso triângulo para representar os quatro elementos: Ar, Terra, Fogo e Água e é exatamente em sua simbologia que a tríade do 30STM se sustenta.

simbolos-symbols-30stm-30-seconds-to-mars-triad-triade

Como glifos são símbolos que podem possuir significados diferentes para cada cultura ou crença, precisamos levar em consideração tão somente a simbologia interpretada pela banda. Em declarações sobre seu significado, Jared Leto disse que de fato, o símbolo representa o ar. Também muito ligado ao pensamento e como disse antes, a ideia de união, de ligação (perceba que este conceito é recorrente). Para ele, o símbolo representa a ligação da banda entre si e com seus fãs. O símbolo passou a ser usado a partir do álbum ‘This is War’ em 2009 e hoje é a principal imagem exibida nos shows da banda.

Orbis Épsilon – O Círculo Cortado

Um outro símbolo conhecido é o círculo cortado ao meio, com setas apontando para fora. Leto se referiu ao símbolo dizendo que foi inspirado na mitologia germânica. De fato este símbolo aparece na linguagem das Runas, usadas na era dos Vikings. Acreditava-se que as runas tinham poderes místicos e poderiam realizar grandes façanhas. O uso das runas começou a desaparecer com a inquisição Católica Romana, onde estas crenças eram caracterizadas como ocultismo e portanto condenado pelas crenças cristãs. O retorno destas culturas vieram exatamente entre 1880 a 1910, quando ordens religiosas como: Teosofia, Maçonaria, Rosa Cruz, Neo-Templários e tantas outras ordens e sociedades passaram a adotar alguns de seus símbolos. Infelizmente tivemos a passagem do senhor Hitler pela nossa história, que fez muito o uso de simbologias e condenou diversos símbolos a representarem e lembrarem das atrocidades cometidas, como a runa SIG (o sol), que era usado pela SS, temida divisão militar da Alemanha Nazista. Felizmente também temos J.R.R Tolkien como um grande especialista em estudos das runas, que incluiu seus símbolos nas suas obras.

simbolos-symbols-30stm-30-seconds-to-mars-ger-earth-terra

E é exatamente desta mitologia que aparece o símbolo GER, representante da Terra. Na página da banda o símbolo é chamado de ORBIS EPSILON. Orbis é a palavra em latin para ‘Terra’. Já Épsilon é a quinta letra do alfabeto grego. Na matemática o símbolo representa pequenas quantidades ou algo que tende a zero. Na ‘Teoria das Linguagens Formais’, significa uma sentença vazia. Em física representa a quantidade de energia de um certo material. Aqui poderíamos interpretar vários significados:

1. Orbis (Terra) já é ‘pequena demais’ (Epsilon) para a banda. Como se já tivessem alcançado todos os quatro cantos da Terra e agora precisam se expandir fora dela. Assim as setas apontando para fora do símbolo GER (Terra).

2. Orbis (Terra) é um conjunto vazio. Poderia representar o quanto somos insignificantes diante do universo. Com tantos planetas e galáxias que a cada dia são descobertos.

3. No caso do Épsilon representar uma energia contida em um material, este material poderia ser a Terra. Assim as setas simbolizariam a energia da Terra, a energia das pessoas. Se lembrarmos do símbolo dos três crânios presentes no álbum ‘A Beautiful Lie’ de 2005, onde setas dentro de um círculo apontam para o centro, ou para algo interno, como se estivessem fechados entre si, agora este símbolo representaria uma expansão, a banda voltada para seu público espalhado por todos os cantos do planeta.

Echelon – ‘X’

symbols-30-seconds-to-mars-the-x

Seguindo a longa listas de símbolos, chegamos ao ‘Echelon’. Este ‘X’ basicamente representa multiplicação e está ligado diretamente a um grupo específico de fãs da banda. Estes fãs chamados de Echelon são aqueles que ajudam de forma mais engajada, na multiplicação e difusão de informações sobre a banda, resultando consequentemente na multiplicação de novos seguidores de suas ideologias e crenças. O crescimento deste ‘culto’ por eles pregado. Mas também podemos buscar uma outra runa para explicar como este ‘X’ se tornou o símbolo deste grupo de fãs. Ela runa, simbolizada por um ‘X’ se chama Gebõ (lê-se ‘gay-boo’ na sua origem germânica) e Gyfu ou Gar no inglês antigo. O Gebõ representa a runa do presente (gift). Presente no sentido de receber algo, receber um dom, uma dádiva.

‘Para cada dom uma maldição’

O símbolo do Gebõ é usado para representar uma união de troca mútua, um casamento entre pessoas. Poderia facilmente representar esta união da banda e seus fãs. O Gebõ é sempre referenciado como um símbolo de algo recíproco, seja para o bem ou para o mal. Por exemplo: ‘tudo o que vai, volta’… ‘toda ação tem uma reação’… Tudo que você dá, você recebe algo de volta. Pode representar que tudo que os fãs dão a banda, a banda devolve aos fãs ou ainda, que tudo que a banda deu para seus fãs, volta em forma de admiração e devoção. Odin, nosso já apresentado Deus principal dos AEsir, é muitas vezes representado pelo Gebõ, como um auto-sacrifício. Na mitologia nórdica, os humanos passam a existir a partir da grande e última batalha entre os deuses, a famosa batalha de Ragnarök. Assim, para que a humanidade pudesse nascer, eles tiveram de morrer. Eles receberam a morte, para nós recebermos a vida: reciprocidade.

A Trindade – Os 3 Crânios

Vamos esclarecer um fato importante. Quando uma caveira não possui a mandíbula, ela é chamada de crânio. Portanto, os três crânios usados pelo 30STM representam claramente a trindade da banda. Representam seus três integrantes. O crânio possui inúmeros significados. Apesar de popularmente parecer representar a morte, o crânio representa a consciência da mortalidade e portanto a valorização da vida. Também representa a igualdade, já que por baixo da pele, somos todos iguais. Ninguém é negro e ninguém é branco.

symbols-30-seconds-to-mars-seal-trinity-cranio

O crânio na alquimia e na química representam a sobra de um processo químico. Chamado de Caput Mortuum, representa justamente aquilo que sobra no fim de tudo. Assim, poderia representar uma união dos três integrantes ‘até a morte’, ‘até o fim’. Interessante citar que o caput mortuum era também uma referência a cardinal púrpura, uma variedade da cor púrpura, usado como pigmento e corante avermelhado, usado para pintar as vestes de figuras religiosas e pessoas importantes. Formado a partir de uma oxidação, que nada mais é que uma referencia a algo que se deteriora, o processo gerava a fabricação do pigmento vermelho veneziano. O Caput Mortuum também era o nome dado a outro pigmento usado no antigo egito, feito através da terra que cobria as múmias.

Para a religião católica, só existe uma única trindade do bem. O restante são consideradas trindades pagãs. A trindade pagã se opõe a santíssima trindade: Deus (o Pai) + Jesus (o Filho) + Espírito Santo. Em outras religiões e crenças, como no hinduísmo, a trindade é formada por Brahma (deus da criação) + Vishnu (deus da manutenção) + Shiva (deus da destruição). Lembrou de alguma coisa? Exatamente a já citada: tríade da vida na crença Celta: Nascimento (renovação) + Morte (fechamento) + Vida (transcendência). No Egito antigo temos Hórus + Ísis + Osíris.

Podemos perceber que muda-se o plano de fundo, o nome dos ‘personagens’, mas a estrutura é sempre a mesma.

Expressões e Frases

Echelon

Uma palavra usada para designar uma parte dos fãs da banda é a palavra Echelon. Este é um termo militar usado por Napoleão, considerado um dos maiores estrategistas em batalhas. Novamente o tema da guerra que é tão recorrente em símbolos e nas próprias letras das músicas, além obviamente do álbum ‘This is War’ onde a referência é direta. ‘En Echelon’ é um formato de ataque em ondas (onda no sentido de um ataque em sequência de inúmeros grupos de soldados), desenvolvido por Napoleão. Os echelons no caso do 30STM é um grupo de fãs que são recrutados para divulgar a banda. São fãs com posturas mais ativas, não apenas se referenciando a banda como um fã normal, mas promovendo a banda, difundindo informações, divulgando shows. No Brasil seriam as típicas famílias de bandas e cantores como Restart, Luan Santana, Gusttavo Lima, NxZero e tantas outros que contam com um engajamento maciço de seus fãs mais fanáticos.

Provehito in Altum

A frase ‘Provehito in Altum’ possui diversas traduções diferentes, mas basicamente é uma mensagem como: ‘siga para o alto’, ‘transporte-se para cima’, ‘alcance as alturas’, ‘lance-se ao desconhecido’. Em geral mensagens que denotam um desejo de ascensão, de iluminação, de transcendência.

Find the Argus Apocraphex

Esta frase foi colocada em todos os álbuns da banda e seu significado é completamente desconhecido. Mas vamos tentar encontrar seu significado ou pistas dele.  ARGUS na mitologia grega é um guardião que ‘tudo vê’. Uma criatura mitológica de 100 olhos. Era considerado o ‘senhor dos rebalhos’. Você já não leu algo parecido? Argus tinha a capacidade de ver tudo e a todo momento, já que seus olhos dormiam de forma independente, sendo assim, sempre haveriam olhos abertos enquanto outros descansavam. Referências a Argus são recorrentes. J.K. Rowling criou o personagem Argus Filch, um zelador da Escola de Hogwarts que ‘tudo vê’.

Já Apocraphex significa algo que está oculto, algo que não foi revelado, um grande segredo. Não precisa ser gênio para entender as referências. Find the Argus Apocraphex poderia ser muito facilmente entendido como: Procure o segredo sobre aquele que ‘tudo vê’. Na teoria conspiratória da Nova Ordem Mundial, seu símbolo máximo é um triângulo, pirâmide, tríade com um olho no centro. O olho ‘que tudo vê’. Aquele capaz de monitorar todas as pessoas, ver tudo que acontece e consequentemente dominar a todos. Nos livros de J.R.R. Tolkien, ‘aquele que tudo vê’ se referencia a Sauron, a manifestação do mal que tem como pretensão: a todos governar. Para isso ele vigia a todos com o grande olho.

Se isto possui algum significado entre si, se é algo que deva ser levado em consideração é você que deve decidir.

Teorias Conspiratórias

Agora vem a parte polêmica, mas que precisa ser citada.

A Tríade: Como já citado, a tríade usada para representar o 30STM, também é o símbolo mais importante da chamada ‘Nova Ordem Mundial’ (Novus Ordo Seclorum). Nas teorias de conspiração, esta ordem teria planos de dominar o mundo e escravizar todas as pessoas através de um único governo (lembram da referência de Tolkien? O mal é representado por aquele que deseja a todos governar). Os planos incluiriam derrubar todos os governos, erradicar religiões e crenças e unificar toda a humanidade sob uma ‘nova ordem’, baseada em uma única ideologia, moeda e religião. Acontecimentos históricos e atuais são vistos como passos de um plano para governar o mundo principalmente através de uma combinação de políticas financeiras, corrupção política, engenharia social, controle mental e o medo à base da propaganda, a famosa cultura do medo, muito praticada na Alemanha Nazista. Muitos ligam Adam Weishaupt, fundador da ordem dos Illuminati como o principal nome da ordem. O chamado ‘processo de globalização’ já seria uma das facetas progressivas da ordem.

symbols-30-seconds-to-mars-new-ordem-nova-ordem

Além disso, uma sociedade secreta ligada a Nova Ordem se chama Comissão Trilateral, formada por ninguém menos que o poderoso banqueiro David Rockefeller.

Os Crânios: Uma das sociedades secretas mais citadas junto a Nova Ordem Mundial são os Skull (crânio) and Bones.

A Phoenix/Mithra: Entre os dois supostos símbolos da Nova Ordem impressos na nota de US $ 1, além da pirâmide temos uma águia. Muitos teóricos dizem que não se trata de uma águia e sim uma Phoenix. Como conhecemos, na mitologia a Phoenix é conhecida por morrer e renascer para uma nova vida. Assim a Phoenix representaria o renascimento para uma ‘nova ordem’.

Argus Apocraphex: Argus como vimos é uma figura mitológica que representa ‘aquele que tudo vê’, um ‘guardião’, alguém que monitora a todos. O símbolo da Nova Ordem traz no centro da sua tríade, o famoso ‘olho que tudo vê’. Fica a dúvida, a banda quer recrutar seus fãs para a Nova Ordem ou alertar sobre a sua existência? O ‘recrutamento’ é uma palavra recorrente nas ideias propagadas pela banda, a guerra também. Certamente se qualquer ordem fosse imposta, facilmente seria através de uma grande guerra mundial. Símbolos da Nova Ordem são ligados a líderes dos Illuminati, Maçonaria, Igreja Católica até os mórmons da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Ps.:

Queria aproveitar para agradecer as várias pessoas que compartilharam minha primeira matéria sobre este tema, espero agora ter englobado todos os símbolos que a banda utiliza. Se novos surgirem com o novo projeto da banda, certamente eles estarão aqui em outra publicação. Gostou? Compartilhe, recomende o post para que outras pessoas que gostem da banda possam conhecer estas histórias. Lembrando que estas não são as explicações oficiais. A banda não se pronuncia a respeito dos significados dos símbolos, o que gera ainda mais assuntos e lendas sobre eles. Ainda que estas possam não ser exatamente as explicações corretas de cada símbolo, as referências que eu apresentei são todas pesquisadas de fontes reais. Referências na internet, lívros, enciclopédias e muitas outras referências.

 

As mil faces de Johnny Depp – Pt 2

Continuando a primeira parte de filmes da carreira de Johnny Depp, agora você acompanha a segunda parte de filmes, contendo os mais recentes.

as-mil-faces-johnny-depp-pt2

As mil faces de Johnny Depp – Pt 1

Johnny Depp é certamente um dos atores que chama a atenção pelas caracterizações nos filmes em que atuou. Aqui você acompanha um copilado em duas partes dos filmes onde Johnny Depp está bem diferente de sua aparência normal. Começando pelo clássico ‘Edward Mãos de Tesoura’ que eu assisti ainda criança, lá pelos oito ou nove anos, já que o filme é de 1990. Apesar de ser o papel que lançou Depp, este já era o  quarto filme de sua carreira que acredite, começou em um filme de Fred Krueger.

as-mil-faces-johnny-depp-pt1

As mil faces de Hugo Weaving

Hugo Weaving é certamente um dos atores mais talentosos e versáteis da atualidade. Com 78 produções em sua carreira, entre séries, curtas, longas e dublagens, Weaving é sem dúvida um camaleão, tanto nas interpretações, quanto nas caracterizações. É o ator que possui uma das filmografia mais diversificadas de Hollywood. Nascido na Nigéria, isso mesmo, Weaving é africano e morou toda sua infância na África do Sul. Weaving já foi da drag queen Mitzi em Priscila, A Rainha do Deserto ao vilão Caveira Vermelha em Capitão América. Já fez um bissexual em ‘Sob o Efeito da Água’, o vilão Agente Smith na trilogia Matrix, Elrond na trilogia ‘O Senhor dos Anéis’ e agora em ‘O Hobbit’, passou um filme inteiro sem mostrar o rosto em ‘V de Vingança’,emprestou sua voz para um dezena de personagens de animação e já foi até um cão em ‘Babe’.

Foi pensando nisso que resolvi montar algumas facetas deste, acredito eu, ainda não justamente reconhecido, excelente ator.

hugo-weaving-movies-filmes

Next Posts