Heaven’s Guitar Vitor Kley by Jeff Skas

Eu falei que voltaria no último post, para falar do andamento da guitarra que eu estava customizando a pedido do cantor Vitor Kley. Como ela ficou pronta, resolvi passar aqui e publicar as fotos…

0807_vitor 0810_vitor 0811_vitor 0813_vitor 0814_vitor 0815_vitor 0817_vitor

Dentro e fora… Caneta Posca

Apesar do frio congelante de Florianópolis, ainda estou na dúvida se o maior frio é lá fora ou aqui dentro. Vá saber, só sentindo para dizer.

Para enfrentar o tempo, o frio e a solidão resolvi aproveitar e me dedicar a um projeto muito bacana. Estou desenhando uma guitarra para meu amigo Vitor Kley, um talentoso músico aqui de Santa Catarina. O garoto tá cada dia mais impossível, acabou de retornar de dois shows no Chile. Seu mais recente trabalho é produzido pelo famoso cantor Armandinho.

Para este trabalho, estou usando pela primeira vez as famosas canetas POSCA. Desenhei a guitarra toda em lápis e agora comecei a preencher os desenhos. Trabalhar com ela é mais fácil do que eu imaginava. Essas canetas são muito usadas para este tipo de trabalho de customização, a galera usa para desenhar em objetos, camisetas, bonés, skate, pranchas e tem sido largamente aplicada para personalização de paredes. Tem uma galera também substituindo os pincéis de tinta pela caneta, que possui muito mais precisão. Ela tem vários tamanhos e tipos de pontas, uma inclusive que simula um pincelzinho. Elas são dividas na verdade em Caneta Ponta Pincel, Caneta Ponta Fina, que parece uma canetinha daquelas de marcar cd e possui os marcadores com três modelos diferentes. Uma parece um pincel atômico, outra parece uma canetinha grossa e a outra uma canetinha mais fina.

Estes são os tipos e os tamanhos de pontas que elas possuem:

Marcador Posca PC1M ponta de 1.0mm
Marcador Posca PC1MR ponta de 0.7mm
Marcador Posca PCF-350 (Ponta que imita um pincel)
Marcador Posca PC3M ponta de 1.5mm
Marcador Posca PC5M ponta de 2.5mm (essa é a da foto, a ponta dela é 2.5 mas você consegue desenhar em 1.8 se usar ela bem na vertical).
Marcador Posca PC8K ponta de 8mm
Marcador Posca PC17K ponta de 15mm

A brincadeira não foi barata, cada caneta custou R$ 17,00.

posca

Quando eu tiver finalizando a guitarra, posto fotos dela aqui.

 

Crochê Futurex

É engraçado imaginar que sou designer a quinze anos e este é o assunto que menos teve espaço aqui no Gelo Negro. Mas achei este assunto tão pertinente que resolvi comentar aqui. Quando acessei o site da Nike sei lá porquê, foi paixão a primeira vista. Coisa de quem vive da criatividade. Sou daquele tipo de pessoa que compra produto só por causa da embalagem. Se tivesse dinheiro, teria uma biblioteca de livros comprados somente pelo trabalho de design produzido.

nike-flyknit-lunar-one-plus-4

Este novo tênis projetado pela Nike tem um nome a altura da tecnologia: Nike Flyknit Lunar1+ (leia-se ‘plus’), foi projetado especialmente para corredores, buscando o máximo de performance e conforto. Pode apenas parecer um tênis mega fashion, mas esta beleza estética é resultado de pura tecnologia. Se você é uma pessoa atenta, deve ter prestado atenção no logo da Nike, que parece ter sido absorvido pelo tecido. Na verdade o tênis é completamente costurado em uma peça única. Sem sobreposições, sem divisões, sem costuras e o logo faz parte deste trabalho de entrelaçamento, como se estivesse bordado no tecido. Uma espécie de tênis de crochê mega futurista, arrojado, sofisticado e estiloso.

nike-flyknit-lunar-one-plus-1

nike-flyknit-lunar-one-plus-2

Toda esta tecnologia desenvolvida pela Nike chegou a um tênis que no seu número 42 pesa, acredite se puder, 226gr. Ninguém precisa entender nada de tênis para sacar que isso é leve demais. O Nike Flyknit Lunar1+ é o tipo de desenvolvimento de produto onde a imagem fala por si. Você olha e percebe que existe algo de muito diferente nele. Além como eu disse, de ser o tênis mais bonito que eu já vi na vida. As imagens mostram exatamente tudo o que eu tentei explicar.

Ainda pelo o que entendi sobre o desenvolvimento do tênis, que deveria receber outra denominação, a trama do tecido é diferente em cada parte do tênis, não apenas para dar esta estética ultra moderna, mas funciona dentro de estudos de performance, desempenho e necessidades técnicas, sendo mais macio e permitindo a transpiração do pé em determinadas partes e mais reforçado para dar maior sustentação em outras.

nike-flyknit-lunar-one-plus-5

nike-flyknit-lunar-one-plus-3

Toda a campanha de divulgação mostra os tênis flutuando, ressaltando o peso ínfimo do tênis. Muito semelhante ao que a Apple fez para o lançamento do MacBook Air. E faço a comparação sem medo de errar: os dois projetos estão em igualdade de relevância e revolução tecnológica. Parabéns aos projetistas, os produtores e os designers que fizeram de um tênis de performance parecer um tênis super transado. As combinações de cores são perfeitas. Nos Estados Unidos o tênis é vendido por US $ 160 apenas. No Brasil encontrei na Centauro por R$ 699,00. Como sempre, um tênis deste trazido dos Estados Unidos nos custaria R$ 321,60 :(.

As releituras de Sakini Chan

A artista canadense Sakini Chan de 21 anos é uma das ilustradoras mais fantásticas que eu já vi nos últimos anos. Usando técnicas clássicas de pintura e resgatando as técnicas usadas na pintura de retratos, ela criou sua própria versão de várias heroínas e personagens famosas das histórias em quadrinhos, jogos e animações. É a primeira vez que eu acho a Mulher Maravilha verdadeiramente uma Wonder Woman, em uma beleza nitidamente super humana, irreal. Um detalhe muito interessante nos seus retratos, especificamente destas personagens, são os bustos que apesar de extremamente chamativos, são extremamente coerentes com cada personagem.

Estou fascinado com o talento de Sakini Chan e aposto que você também ficará.

sakini-chan-arts

Quadro – Notting Hill

Recebi um pedido da Carla para ajuda-la sobre o quadro que Anna Scott (Julia Roberts) presenteia William Thacker (Hugh Grant).
Achei mais interessante dedicar um post a este assunto, porque talvez mais pessoas tenham essa curiosidade.

Carla que me escreveu pensou se tratar de um Van Gogh, mas na verdade é “La Mariée” (A Noiva). Uma pintura de 1950 feita pelo artista Marc Chagall.

Ficção: Após Will descobrir que Anna tem um namorado, Jeff King (Alec Baldwin), eles ficam meses sem contato, até que Anna aparece na casa de porta azul em Notting Hill, pois está envolvida em um escândalo. Os tablóides ingleses divulgaram fotos nuas de Anna, feitas em um ‘passado distante’. Enquanto tomam café da manhã, Anna vê uma impressão de La Mariée na parede da cozinha da casa de Will e diz achar interessante ele ter este quadro. Mais tarde, no final do filme, Anna procura Will em sua livraria para lhe pedir desculpas e dizer que lhe ama. Ela lhe trouxe um presente, o que seria na realidade a obra original de “La Mariée.

Verdade: O verdadeiro quadro “La Mariée” pintada por Chagall faz parte da coleção particular de uma família no Japão. Para usar uma réplica no filme, foram obrigados a conseguir uma autorização dos verdadeiros proprietários e uma liberação do British Design e Copyright Artists Society, com um acordo de que a réplica teria que ser destruída após as filmagens. A tela original está cotada entre 500 mil e 1 milhão de dólares.

Marc Chagall

Nascido em 07 de julho de 1887, viveu entre Rússia e França grande parte de sua vida. Considerado um dos mais bem sucedidos artistas do século XX. Foi um dos pioneiros do modernismo e alcançou fama e fortuna na sua carreira bem sucedida em várias vertentes como: pinturas, ilustrações de livros, vitrais, cenários, cerâmicas, tapeçarias e gravuras de arte.

Chagall foi considerado “o último sobrevivente da primeira geração de modernistas europeus.” Sua obra mais importante foi feito às vésperas da I Guerra Mundial, quando viajou entre São Petersburgo , Paris e Berlin. Durante este período, ele criou sua própria mistura de estilo e de arte moderna com base em suas visões do Leste Europeu. Ele passou seus anos de guerra na Rússia, tornando-se um dos mais distinguidos artistas do país e de um membro do modernismo avante-garde , fundando a “Vitebsk Arts College” antes de voltar para Paris em 1922.

Ele era conhecido por ter duas reputações básico, escreve Lewis – como um pioneiro do modernismo, e como um grande artista judeu. Ele vivenciou a era de ouro do modernismo em Paris, onde sintetizou as formas de arte do cubismo, simbolismo e fauvismo. Foi a influência do fauvismo que originou o Surrealismo

No entanto, ao longo destas fases do seu estilo, ele permaneceu mais enfaticamente, um artista judeu, cujo trabalho foi um longo devaneio sobre sua vida em sua cidade natal em Vitebsk. Pablo Picasso observando sua obra “When Matise Dies” de 1950 disse: “Chagall é o único pintor que entendeu direito, o que as cores realmente são”.

Por isso a impressão da Carla, achando que a obra era de Van Gogh tem muito fundamento, afinal ambos foram grandes influências dentro do modernismo.